Telemedicina, você sabe o que é?

Comentários: 0 Data: 20 de julho de 2020

A Telemedicina usa tecnologia da informação e comunicação (TICs) para o compartilhamento de informações entre profissionais da saúde e pacientes. Atualmente, a telemedicina conecta médicos a pacientes em todo o mundo, democratizando o acesso a consultas e exames de qualidade.

Com a chegada do Covid-19 ao Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) reconheceu a possibilidade de serem adotadas no país, em caráter excepcional, algumas modalidades da telemedicina. De acordo com o CFM, a autorização tem por objetivo proteger tanto a saúde dos médicos como a dos pacientes.

No Brasil a telemedicina poderá ser exercida em três moldes:

  1. Teleorientação: permite que médicos realizem a distância a orientação e o encaminhamento de pacientes em isolamento;
  2. Telemonitoramento: possibilita que sob supervisão ou orientação médica, sejam monitorados a distância parâmetros de saúde e/ou doença;
  3. Teleinterconsulta: permite a troca de informações e opiniões exclusivamente entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.

Consultas virtuais

O Conselho Federal de Medicina (CFM) regulamenta atendimento online no Brasil, entenda:

  • Consulta: O atendimento poderá ser feito por vídeo conferência, mediado por câmera do celular ou computador.
  • Diagnóstico: Os exames poderão ser feitos virtualmente através de sensores ligados ao corpo e o médico à distância.
  • Prescrição: O documento poderá ter assinatura digital do especialista.
  • Cirurgia: O cirurgião poderá operar a partir de um local distante, com o auxilio de um cirurgião remoto (médico operador do equipamento robótico), manipular pinças a partir do computador.
    • A telecirurgia somente poderá ser realizada em infraestrutura adequada e segura, com garantia de funcionamento de equipamento, largura de banda eficiente e redundante, estabilidade do fornecimento de energia elétrica e segurança eficiente contra vírus ou invasão de hackers.
  • Monitoramento: O especialista poderá avaliar os exames e o estado de saúde remotamente.
  • Sigilo: O especialista também será responsável pela segurança do armazenamento virtual do prontuário e da transmissão do vídeo da consulta remota.

Prontuário eletrônico

Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) é definido como um sistema de prontuário médico padronizado e digital. O prontuário eletrônico é um meio virtual, um repositório onde todas as informações de saúde, clínicas e administrativas, ao longo da vida de um indivíduo, estão sendo armazenadas.

AS VANTAGENS DO PEP:

  • Rapidez
  • Facilidade
  • Comunicação
  • Melhora o fluxo de trabalho
  • Melhora a documentação
  • Economia de papel

O surgimento da Telemedicina aproximará ainda mais o médico do seu paciente, mas é muito importante ter em mente, que a Telemedicina e todas essas ferramentas, fará sim sua clínica decolar, desde que você saiba como implantar. Então, em um mundo cada vez mais conectado, é praticamente impossível deixar a sua clínica no modo off-line, podendo sim contar com a Tecnologia para melhorar a operação e o atendimento no local.

Quer saber mais? Entre em contato conosco!

Compartilhar essa publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *